Ainda sobre arroz e forminhas

intro

Quando comecei o blog não havia um foco em comida oriental, e por isso nunca foi mencionado o que seria básico ou não na culinária japonesa, e não tenho nem pretensão de discutir tal assunto.

Tenho uma lembrança muito terna, e ao mesmo tempo constrangedora, que renderam um dos meus muitos momentos Toula Portokalos – a protagonista do filme Casamento Grego. Naqueles dias, quando Mussaka seria o verdadeiro nome do pé grande, queria saber o que as outras crianças pensavam ao verem os montinhos brancos e embrulhados em papel preto, no lugar de sanduíches de pão de forma. Fossem redondos, triangulares, não importava, as criações da minha mãe sempre despertavam a atenção. E uma coisa era certa: eu e a minha irmã SEMPRE podíamos barganhar o que quiséssemos em troca de um onigiri.

E como nada é por acaso, eu tinha há algum tempo um post escrito pela minha querida amiga, a Lilian Sato-Heikkinen (adoro esse sobrenome), a.k.a. @karaimame. Brasileira e também descendente de japoneses, ela vive em Helsinki na Finlândia, de onde escreve o blog Acquiring taste.
Além de escrever e fotografar suas receitas, é crafter caprichosa, esposa e mãe da “Luonnonvoima” e ”Pikkusiili” em tempo integral. :)- e nada como uma receita materna para completar o assunto.

Olá pessoal!

Fiquei super contente quando a Nathy me pediu para fazer um post como convidada aqui no blog! Eu acompanho o Bistrô Pregui já algum tempinho e ele é um dos meus favoritos nos quesitos “comida” e “coisinhas fofas japonesas”. ^_^

Na época em que ela me propôs a escrever algo eu nem possuía um blog próprio, o Acquiring taste… Imagina a surpresa a minha quando ela me convidou!

O problema é que não tínhamos muita certeza do que eu poderia mostrar por aqui… conversa vai, conversa vem e decidimos pelo “bentô”, a marmita japonesa. Para quem nao sabe, obentô (ou bentô) é o nome designado a qualquer refeiçao “empacotada” em uma caixa (para viagem). Seja uma refeiçao completa, seja um lanche.

O assunto é vasto e o que compõem um obentô também. Achamos uma boa idéia começar pelo o oniguiri (ou onigiri), o bolinho de arroz japonês.

Ele sozinho pode ser considerado um lanche ou ele pode fazer parte de uma refeiçao ou obentô. Em certos casos, ele também é chamado de “omusubi” mas eu sempre conheci o bolinho como oniguiri e é assim que vou chamá-lo aqui.

Do que ele é feito? Basicamente arroz cozido japonês, sem sal, nem tempero , um “recheio” e uma “capinha” de nori (a alga japonesa escura em folhas, usada na confecçao de sushis). Na verdade, o recheio nao é obrigatório mas é bem mais gostoso quando ele é recheado :).

Prateleira de onigiri em Shin-Yokohama, no Japão.

O formato varia… o tradicional é o triangular. Mas já vi tubular, em bolinhas ou formatos de bichinhos/ flores/ coraçao. Estes últimos sao comumente encontrados em obentôs para crianças (os obentôs decorados, com personagens).

Sim, ele é comido frio (ou morno). Eu gosto, sempre gostei e era item obrigatório nos piqueniques lá de casa ou quando íamos para praia (do termo farofeiro, eu era oniguirizeira XD). Minha mãe recheava geralmente com umeboshi (picles de ameixa japonesa), mas já fiz com outros recheios como salmao salgado (shiozake), flocos de bonito com shoyu (okaka) e atum com maionese. ATUM COM MAIONESE? É… atum com maionese!

O mais importante na escolha do seu recheio é que ele seja pouco perecível e um tantinho salgado. Lembre-se, é uma comida “portátil”.. se você estiver pensando em levá-lo para comer em outro lugar, escolha um recheio que nao estrague fácil. Quem sabe carne moída refogada sequinha temperada com alho, gengibre e shoyu? Você escolhe.. existem recheios tradicionais e outros um tanto menos.

Para fazer o oniguiri você nao precisa de nenhum acessório. Minha mãe fazia (e ainda faz) no muque mesmo, à mao (com o arroz quente!! Gente, como ela consegue?) e hoje em dia existem forminhas que facilitam o trabalho. Eu vou mostrar como eu faço, tanto “semi-manual” como com a forminha ;)

Links Relacionados

Tagged: , , ,

Comments: 6

  1. Tati 31/03/2012 at 15:56 Reply

    Hum, deu água na boca! O mais gostoso que eu comi foi um recheado de frango e missô, numa viagem pra Ilha Grande era o lanchinho da praia (feito pelos nihonjins da Pousada dos Pássaros)… Aqui perto num fast food de sushi às vezes encontro o de salmão, mas é tão gostoso que acaba rapidinho. Fiquei com vontade de provar o tal de atum com maionese!

    • nathy 31/03/2012 at 17:50 Reply

      Oi Tati!

      Nossa, missô é mágico né? Como boa descendente de okinawa, obviamente em casa se usa porco cortadinho refogado com missô.

      Ah, acho que tenho uma dica: dê uma olhada em lojas coreanas. A versão de atum com maionese é bastante popular e chamam de samgak gimbap. Praticamente vivi disso quando estudei em Toronto :)
      E vinha numa embalagem que faz os designers pirarem: é todo plastificado, mas separa a alga do arroz. Ao puxar onde é indicado, a dobra do plástico embrulha o onigiri na alga. No Japão, vi dessas em todo lugar, em diversos formatos – quadrado, triangular, em forma de tubo… bem japonês!

  2. karaimame 31/03/2012 at 22:04 Reply

    Nathy!! Ficou lindo! Adorei a “gravaçao” em madeira do título, muito chique ter amiga designer viu?
    E ó… já fiquei de olho nas novas dicas de recheio!! Buta com missô deve ficar muito bom!!
    :D e que bom que você me recordou da existência do samgak gimbap! Hmm… Kimchi, atum e maionese…
    beijoooo

    • nathy 01/04/2012 at 03:08 Reply

      Lilian, sério. Seu trabalho é muito caprichado, não fiz nada demais. Você devia pensar seriamente em fazer um livro, é tudo muito caprichadinho.
      Seus posts são sempre bem vindos no Bistrô Pregui, fique à vontade para retornar. Segunda e amanhã quarta, tem mais :)
      beijos!

  3. [...] can get to my onigiri-introduction post on Nathy’s blog by clicking here and for the pictorial posts here and here! Hope you all like [...]

  4. naomi 29/04/2012 at 22:35 Reply

    paixao da minha mae é onigiri com… mortadela fatiada. :)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *